Aeroporto de Guarulhos terá trem entre terminais de passageiros e linha da CPTM

Aeroporto de Guarulhos terá trem entre terminais de passageiros e linha da CPTM

A concessionária GRU Airport, empresa que opera o Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, construirá um trem tipo monotrilho para a conexão do aeroporto com a Linha 13-Jade da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). O anúncio foi feito pelo governador João Doria (PSDB), na tarde desta terça-feira, 28, no Palácio dos Bandeirantes, na presença do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas.

A medida vinha sendo negociada pela gestão Doria desde o inicio de seu mandato. O custo da obra, anunciado em R$ 175 milhões, será descontado do valor da outorga que a GRU paga anualmente ao governo federal para a operação do aeroporto. O valor de operação dos trens, estimado em até R$ 70 milhões, também será descontado da outorga, que, segundo a assessoria de imprensa da GRU, é de cerca de R$ 1 bilhão por ano.

Serão dois trens, com dois ou três vagões cada, que farão a ligação da Estação Aeroporto com os terminais 1, 2 e 3. O embarque nas composições será gratuito. O tempo entre a estação e o terminai 3, o internacional, será de até 6 minutos, segundo disse Doria. A capacidade é de 2 mil passageiros por hora em cada sentido. É uma versão menor do que os monotrilhos da cidade, cuja capacidade supera os 40 mil passageiros.

As obras tiveram o início anunciado para setembro e devem durar até maio de 2021. A GRU tem um grupo de trabalho com técnicos da CPTM para definir os detalhes da construção. “O tempo de viagem da Luz até o terminal 3 será de 46 minutos”, disse Doria, que intermediou as negociações.

Como as obras serão feitas pela concessionária, que tem um contrato de 30 anos com o governo federal, ao término da concessão os trens terão a propriedade transferida para a União. O traçado da obra é inteiro no terreno do aeroporto, que também é federal. Assim, não serão necessárias desapropriações.

Mais trens e horários

Na coletiva em que o projeto foi anunciado, o secretário estadual dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, anunciou que os oito trens especiais para esta linha, com bagageiro para malas, começam a chegar a partir de agosto. Eles foram comprados ainda na gestão Geraldo Alckmin (PSDB), mas a linha para o aeroporto começou a operar antes de as composições chegarem.

Baldy prometeu que, ainda neste ano, apresentará soluções para aumentar o número de viagens do aeroporto até as estações Brás e Luz, onde há conexões com o Metrô. Atualmente, essa ligação só ocorre em horários especiais e, no caso da ligação com a Luz, há cobrança de tarifa extra. As partidas rotineiras, a cada 15 minutos, ligam a linha do aeroporto com outra linha da CPTM, e a viagem até o centro da cidade supera o tempo de uma hora e meia de duração.

Fonte: Folha Vitoria